standard-title Relatório e Contas

Relatório e Contas

UNIÃO REGIONAL DAS INSTITUIÇÕES PARTICULARES DE SOLIDARIEDADE
SOCIAL DO ALGARVE

RELATÓRIO DE CONTAS DO ANO DE 2017

Nos termo dos Estatutos desta União Regional vem esta Direção apresentar á sua Assembleia-Geral o seu Relatório e Contas relativo ao ano de 2017.
O ano de 2017, demos continuidade ao “CONHECIMENTO” com atividades e formação de maneira a dotar as Instituições do saber para que haja menos incumprimentos no exercício das suas atividades.

Foi o ano em se iniciou a visita a Instituições dos Concelhos de Alcoutim, Castro Marim, Vila Real de Santo António e uma parte do Concelho de Tavira. Nestas visitas  inteiramos não só da realidade de cada Instituição, como também mostramos a nossa disponibilidade para dar o apoio necessário.

Continuamos com o apoio jurídico ás Instituições com a colaboração do Drº. José Bento, tendo muitas beneficiado desse apoio como também do Presidente da Direção no  que diz respeito ás CCTs que a CNIS assinou com os Sindicatos.  Contratamos uma nova Assessoria na área da Contabilidade e Fiscalidade, sendo esta assessoria ministrada pelo Dr. Eurico Vicente.

Continuamos com a campanha de angariação de novas Instituições, sendo agora 80 Instituições associadas. Fizemos formação profissional na área de recursos humanos e
outras áreas através das nossas parcerias F3M e Fundação António Silva Leal.  Assinamos parcerias com mais empresas, nomeadamente o Grupo Trivalor, Diversey, Social Shop, Tecnicntrol, GABCLC, Algarseguros e encetamos negociações com a Luzigás. Continuamos a solicitar ás Instituições o pagamento das quotas, pois sem isso não será possível criar esta estrutura de apoio que esta Direção está a montar, para que não haja incumprimentos, fator gerador de coimas cujos valores são bastante altos Alertamos para o novo Regulamento de proteção de dados e a necessidade das Instituições terem se adaptar para esta nova realidade.
Obtivemos do apoio da Camara Municipal de Faro apoio para o pagamento das rendas da Sede da União Distrital.

O Presidente da Direção esteve presente nas reuniões doConselho Geral da CNIS.
Também esta Direção esteve representada na Comissão Distrital para a Cooperação.

A Conta de Gerência apresenta:

RECEITA: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  . . . . . . . . . . . 24.673,67 euros
DESPESAS .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20. 953,84 euros
SALDO DO ANO ANTERIOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  . . . . . . . . . . . .  . . . 7.045,53 euros
SALDO QUE TRANSITA PARA ANOSEGUINTE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10,765,36 euros

Faro, 14 de Março de 2017

A DIRECÇÃO

UNIÃO REGIONAL DAS INSTITUIÇÕES PARTICULARES DE SOLIDARIEDADE SOCIAL DO ALGARVE

RELATÓRIO DE CONTAS DO ANO DE 2018

Nos termo dos Estatutos desta União Regional vem esta Direção apresentar á sua Assembleia-Geral o seu Relatório e Contas relativo ao ano de 2018.

Ao longo deste mandato tempos vindo a tratar do tema “Conhecimento”. Quer isto dizer que criamos todas condições para transmitir às Instituições o saber para que estas possam seguir em frente cumprindo a Lei, normas e regulamentos em vigor. È verdade que há Instituições que continuam a pensar que podem seguir em frente sozinhas, ignorando os nossos apelos. Continuaremos na linha de apoio a todas as Instituições mas daqui para a frente não com o tema do conhecimentos, mas na linha do saber fazer.

Em 2017 iniciamos as visitas ás Instituições e em 2018 continuamos essas visitas. Os objetivos das mesmas tem a ver não só para se conhecer as realidades de cada uma delas, mas também para chamar a atenção da necessidade de participação em todos os temas que constam nas nossas atividades. Também em 2018 houve uma preocupação global que alarmaram todas as Instituições, que foi e entrada em vigor do RGPD (Regulamento Geral de Protecção de dados). Fizemos formação nessa área e criamos um documentos com a ajuda do nosso assessor jurídico
Dr. José Bento que foi distribuído às Instituições. Esse documento permitiu às Instituições adaptá-lo ás suas realidades.

O apoio continuou a ser dado pelo Drº. José Bento, pelo Drº. Eurico Vicente e também pelo Presidente da Direcção da Uripss Algarve. Foram apoiadas nas áreas da Legislação do Trabalho, CCTs assinadas entre a CNIS e os Sindicatos, bem como ainda na área da contabilidade e fiscalidade.

Continuamos a assinar parcerias com empresas que permite às Instituições obter bons descontos quer na área de aquisição de bens como na área dos serviços.
Continuamos a solicitar às Instituições o pagamento das quotas, pois é o único meio para assegurar a estrutura de serviços para apoia-las.
Obtivemos da Camara Municipal de Faro apoio para pagamento das rendas da Sede da União Distrital.

O Presidente a Direção participou nas reuniões do Conselho Geral da CNIS e juntamente com outros membros da Direcção na Comissão Distrital para a Cooperação.
A Conta de Gerência apresenta:

RECEITA: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22.744,11 Euros

DESPESAS .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20. 869,21 Euros
SALDO DO ANO ANTERIOR . . . . . . .10.765,36 Euros
SALDO QUE TRANSITA PARA ANO SEGUINTE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12,640,26 Euros

Faro, 25 de Março de 2019

A DIRECÇÃO